Mercado
de capitais

O QUE É. PARA O QUE SERVE

Justus Capital

Para a maioria das empresas os recursos financeiros do mercado de capitais,
aparentemente, estão fora de seu alcance, sendo restrito às grandes corporações.
Mas isso não é verdade.

Historicamente, as empresas brasileiras distinguem-se pelo acesso
restrito ao capital privado de terceiros financiando suas atividades
com capital de giro de curto prazo proveniente de bancos,
notadamente de segunda linha, e seus projetos de investimento
principalmente com recursos próprios e, depois, com financiamentos
públicos.

É comum as empresas se verem obrigadas a transações financeiras
de captação que não combinam com seus Ciclos Operacionais, são
caras e de curto prazo. Isso faz com que o conhecimento de outras
fontes de capital
se torne vital.

Referimo-nos aos RECURSOS DO MERCADO DE CAPITAIS que
podem ser acessados para suprimento de qualquer necessidade,
através de ótimas operações diferenciadas, estruturadas em
condições especiais, mais baratas e de prazos mais longos,
possibilitando às empresas alcançarem a estabilidade de seus fluxos
financeiros e deixarem de ser reféns do sistema de crédito bancário
tradicional.

Dívidas convertidas em títulos

O mercado de capitais é também conhecido no meio financeiro
como “Mercado de Dívida Corporativa” desempenhando papel
relevante nos processos de financiamento de longo prazo das
empresas brasileiras.

É um conjunto de instituições e de instrumentos que negociam com
títulos e valores mobiliários emitidos pelas empresas objetivando a
canalização direta dos recursos de investidores para elas, sem
intermediação bancária
.

Substituição de passivos onerosos

O modelo de captação por meio de valores mobiliários é a melhor
alternativa para diminuir ou eliminar a dependência de bancos
quando a empresa defronta-se com questões relativas à
reestruturação de seus passivos financeiros.

Relação com investidores

Do ponto de vista corporativo, a principal função do Mercado de
Capitais é a de aproximar tomadores e investidores de recursos
possibilitando a realização de financiamentos com custos menores e
prazos mais estendidos que os bancos.